Cómo colaborar
chau

Con pasantes para trabajar con cualquiera de los miembros

Aportando fondos a la Plataforma o a cualquiera de sus miembros

Como voluntario, realizando estudios, investigaciones, etc.

Si está interesado en colaborar de estas o de cualquier otra manera le pedimos que se comunique con nosotros.

NOSSO TRABALHO - Semiáridos
1075
page-template,page-template-full_width,page-template-full_width-php,page,page-id-1075,ajax_updown_fade,page_not_loaded,,qode-title-hidden,side_area_uncovered_from_content,qode-content-sidebar-responsive,qode-child-theme-ver-1.0.0,qode-theme-ver-10.1.1,wpb-js-composer js-comp-ver-5.0.1,vc_responsive

NOSSO TRABALHO

Apontamos a fortalecer as capacidades e a articulação de organizações da sociedade civil e os organismos públicos que estão presentes nas zonas semiáridas da Venezuela, Brasil, o Corredor Seco centro-americano e o Chaco Trinacional (Bolívia, Paraguai, Argentina) com o fim de impulsionar processos políticos vinculados ao reconhecimento dos direitos ao acesso e uso da terra, da água e outros recursos naturais.

A plataforma incentiva a participação das organizações de mulheres e de jovens para garantir uma maior equidade de gênero. Neste sentido, se promove que as experiências que são cadastradas na base de dados, as sistematizações, os projetos de inovação e as sugestões de incidência nas políticas públicas tomem em consideração essa dimensão.

Também consideramos estratégico o envolvimento de agentes públicos e privados que permitam desenvolver uma melhor ação coordenada em prol de gerar políticas que favoreçam todo este processo através do diálogo intercultural.

LINHAS DE AÇÃO

REALIZAÇÕES

Integramos e articulamos políticas, programas, projetos e estratégias da sociedade civil e do Estado que promovam a gestão territorial dos espaços semiáridos levando em consideração os direitos das pessoas que habitam essas regiões.

Geramos as condições para o diálogo amplo com concernência e pertinência cultural entre representantes do Estado e da sociedade civil, para obter acordos que incluam as expectativas de todos os participantes.

Incentivamos o empoderamento das organizações de comunidades indígenas, camponesas, de mulheres e de jovens rurais, fortalecendo suas capacidades na defesa de seus direitos; em particular sobre os relativos ao acesso e uso da terra, os recursos e bens naturais e a igualdade de oportunidades.

Propomos e apoiamos políticas e programas de saneamento e regularização da terra no nordeste do Brasil, no Corredor Seco centro-americano (Guatemala, El Salvador, Honduras e Nicarágua) e no Chaco Americano (Argentina, Paraguai e Bolívia).

Promovemos e difundimos a pesquisa e informação de saberes locais desde uma perspectiva multidisciplinar e intercultural.

Argentina

FUNDAPAZ está promovendo perante organismos públicos e privados, um projeto de trabalho que atenda à necessidade de acesso à água para consumo e produção, nas zonas do Chaco semiárido. Também se trabalha num levantamento georreferenciado do tema água com toda a informação disponível em comunidades, famílias crioulas ou sedes de organizações indígenas ou camponesas.

Bolivia

O Centro de Estudos para o Desenvolvimento de Tarija (CERDET) coordenará, junto com o Centro de Pesquisas e Promoção do Campesinato (CIPCA), uma pesquisa diagnóstico sobre uso e disponibilidade da água no Chaco boliviano, dentro de duas parcelas comunitárias de origem Weenhayek e Guarani. Esta pesquisa permitirá à população organizar-se, mobilizar-se e conduzir propostas perante os governos locais.

Brasil

No marco de programa “Um milhão de Cisternas”, a organização ASA Brasil desenvolveu nos últimos 20 anos um importante projeto de capacitação sobre gestão para o acesso à água no semiárido brasileiro. Este trabalho, que também inclui ações de incidência pública, está sendo adotado como modelo por outras regiões da Plataforma tomando em conta suas próprias necessidades e obras.

Chile

A Corporação Procasur trabalha desde 1996 na América Latina promovendo metodologias e ferramentas para a gestão do conhecimento que possam aplicar-se na erradicação da pobreza rural. Este aporte metodológico da Procasur permitiu que em 2015, se desenvolva um Intercâmbio e uma publicação “Conocimientos y Prácticas de gesión territorial. Intercambio de experiencias en el Chaco Boliviano”, que narra a visita que se realizou em 2014 às comunidades Guarani e Weenhayek na Bolívia.

Paraguay

Como resultado de um longo processo de concertação e diálogo entre organizações de mulheres e jovens indígenas da região do Chaco, em outubro de 2015 criou-se a Plataforma de Mulheres e Jovens Indígenas do Chaco paraguaio (PMJI-Chacopy). Este processo recebe o acompanhamento e apoio de Pró Comunidades Indígenas (PCI), OXFAM, e da Plataforma Semiáridos para promover o acesso à água.

Venezuela

Acción Campesina está executando um projeto de desenvolvimento rural em comunidades camponesas do município Urdaneta, paróquia Siquisique, Estado de Lara. No plano produtivo o projeto alveja: aumentar a capacitação no manejo de caprinos de estábulo; ajudar na melhora genética dos animais; melhoramento do abastecimento de água através da construção de poços e a proteção das minibacias que abastecem às lagoas de irrigação.

AÇÕES REGIONAIS

Buscaram-se aliados estratégicos como o Serviço Mundial de Igrejas, o Foods Resource Bank, a agência Heifer Internacional, o Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (FIDA), a Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO), para obter visibilidade, maiores possibilidades de incidência política e busca de fundos para projetos.