Cómo colaborar
chau

Con pasantes para trabajar con cualquiera de los miembros

Aportando fondos a la Plataforma o a cualquiera de sus miembros

Como voluntario, realizando estudios, investigaciones, etc.

Si está interesado en colaborar de estas o de cualquier otra manera le pedimos que se comunique con nosotros.

REGIÕES SEMIÁRIDAS - Semiáridos
1092
page-template,page-template-full_width,page-template-full_width-php,page,page-id-1092,ajax_updown_fade,page_not_loaded,,qode-title-hidden,side_area_uncovered_from_content,qode-content-sidebar-responsive,qode-child-theme-ver-1.0.0,qode-theme-ver-10.1.1,wpb-js-composer js-comp-ver-5.0.1,vc_responsive

REGIÕES SEMIÁRIDAS

Em geral se definem como semiáridas àquelas regiões onde as precipitações não chegam a atingir as necessidades de crescimento da vegetação durante todo o ano. Ou seja, o índice de aridez (precipitações/evapotranspiração potencial) não supera o 0,5 por cento.

Chaco Trinacional

O Grande Chaco Americano ou Chaco Trinacional é uma região de 1.000.000 de km2 localizada no centro da América do Sul. Argentina, Bolívia e Paraguai dividem este ecossistema, considerado uma das regiões de maior diversidade ambiental e biológica do planeta e a maior área de bosque do continente depois da região amazônica.

Este ecossistema é classificado segundo seu clima em três subzonas: o Chaco subúmido, o Chaco semiárido e o Chaco árido.

O Chaco Semiárido, com precipitações entre 750 e 500 milímetros anuais, abrange Bolívia, a porção ocidental do Paraguai e a Argentina (metade ocidental das províncias de Formosa e Chaco; a oriental de Salta; quase toda a província de Santiago del Estero; norte, nordeste e centro de Córdoba).

É uma vasta planície interrompida por importantes cursos d’água e por serranias que apresenta bosques adaptados à estiagem. O clima é continental, cálido subtropical, com áreas que apresentam as máximas temperaturas do continente.

O potencial produtivo da região é muito alto. Apesar disso, esta região está submetida a um severo processo de degradação de seus recursos naturais e de sua biodiversidade. Estas condições acentuam a marginalização social e econômica das comunidades indígenas e famílias camponesas que vivem nela.

Superficie

1.000.000 km2

Habitantes

Casi 22 millones

Superficie

1.000.000 km2

Nordeste do Brasil

A região semiárida do Brasil abrange oito estados do Nordeste e Minas Gerais. É a região semiárida com mais habitantes no mundo, com uma população de aproximadamente 22 milhões de pessoas. A vegetação predominante é a caatinga, nome indígena que significa “bosque branco”, pela cor branca característica durante o período da seca, quando as folhas caem.

No entanto, esta é apenas uma adaptação ecológica da vegetação, para não continuar a perder água durante os períodos de baixa pluviosidade. A precipitação na área varia entre 250 mm e 800 mm por ano, concentrada num curto período de quatro meses. A elevada taxa de evaporação faz com que a quantidade de água evaporada seja maior do que a precipitação.

Corredor seco centro-americano

O termo corredor seco define a um grupo de ecossistemas que se combinam na ecorregião do bosque tropical seco da América Central, que começa em Chiapas (México) e numa faixa que abrange as zonas baixas da vertente do Pacífico e grande parte da região central de pré-montanha de Guatemala, El Salvador, Honduras, Nicarágua e parte da Costa Rica (até Guanacaste). Inclui, também, zonas que se aproximam à costa do Caribe.

Na atualidade o bosque está muito fragmentado e os efeitos climáticos adversos se acentuam sobre os organismos vivos e a população humana da ecorregião. No corredor seco se apresenta o fenômeno cíclico da estiagem, que é responsável de situações de crise e desastres em termos sociais, ambientais, produtivos e econômicos, tanto no âmbito nacional como regional.

800

msnm

Habitantes

1.790.000 millones

Superficie

30.000 km2

Semiárido venezolano

A região semiárida venezuelana mais importante é conhecida como o Semiárido Lara-Falcón, que está situado no oeste do país e abrange parte desses dois estados, se estende por 15 municípios abarcando aproximadamente 30000 km2, com aproximadamente 1.790.000 habitantes, dos quais 288.000 (16%) são rurais. A vegetação está composta principalmente por espécies adaptadas às condições de semiaridez, como o arbustal espinhoso (fundamentalmente cardonales, espécie de cacto) e o bosque decíduo, que estão em grave perigo de desaparição por causa do desmatamento para agricultura, pecuária e urbanização.

Em referência à estrutura agrária, predominam as unidades de economia familiar camponesa tradicional, que estão sujeitas à escassez de água e à instabilidade devido à estiagem. As atividades econômicas principais são a cria extensiva de caprinos, destinada em grande parte ao consumo próprio, o cultivo de espécies adaptadas ao clima, como o aloés, o sisal e o cocuy (agave cocui) que em sua maioria são colhidos em forma silvestre, e o cultivo de hortaliças com sistemas de irrigação.

Se quiser conhecer mais você pode
Visitar nossa seção de
Escrever-nos desde a seção